Tendências das Gerações X e Y

Actualmente, as Gerações X e Y, pela faixa etária que cobrem, são as que mais influência têm na sociedade.

 

No que diz respeito a Portugal, são indíviduos que nasceram entre o final do regime do Estado Novo e os primeiros anos de Portugal como membro da CEE. O seu percurso de vida é caracterizado por um mundo em rápida evolução: o homem chegou à Lua, a democracia substituiu o fascismo e a Internet veio revolucionar o dia-a-dia.

 

São gerações bem informadas mas também altamente selectivas no processo de recolha de informação, utilizam canais de compra alternativos para adquirir os produtos que necessitam e inclusivamente são os principais responsáveis pelas decisões de compras das gerações mais velhas e mais novas que eles.

 

A crise financeira actual é algo que preocupa estas gerações. Os escândalos e falências de instituições de renome, como a Lehman Brothers, abalam fortemente a confiança na economia e no sector político. Os níveis de consumo reduzem provocando uma menor circulação de moeda, o que agrava ainda mais a economia. No que respeita ao consumo, a relação qualidade vs. preço ganha importância e nota-se um aumento do consumo de produtos de marca branca.

 

As marcas que criaram valor e uma relação emocional com o cliente têm mais hipóteses de continuarem a ser as escolhidas por ele do que as marcas que apenas se preocuparam em diferenciar-se pelo preço. Neste último caso aparecerá sempre uma marca concorrente com preços mais atractivos.

 

A confiança na ética e actuação das empresas no sentido de defender os interesses dos seus consumidores também é reduzida. Nota-se assim um descrédito nas instituições.

 

Para as empresas terem sucesso é vital que tornem mais transparente o seu marketing e especialmente serem mais honestas nos processos de venda. Os consumidores dão muito valor ao contacto humano e, por isso, preferem lidar com as pessoas ao invés de apenas conhecerem instituições.

 

Leave a Reply